DOLCE VITA
Capa Meu Diário Textos Áudios Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Áudios
NOITES BRANCAS
Data: 16/05/2016
Créditos:
NOITES BRANCAS

AUTORA E VOZ: DOLCE VITA
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
NOITES BRANCAS
 

 
Catarina tornara-se a esposa de José numa cerimônia discreta. Dois meses após o casamento, ela fugira deixando apenas um bilhete: "Preciso me encontrar. Volto quando isto acontecer". José releu as palavras inúmeras vezes sem entender o que havia acontecido com sua mulher. Louco por Catarina, o marido abandonado passava horas noite adentro, sentado no primeiro degrau da pequena escada que levava à porta de sua casa.

Ali, noite após noite, José viu o ano passar. E nada de Catarina. Naquela semana, uma mudança movimentara a rua sempre tão pacata. A nova vizinha de José era uma mulher belíssima, além de curiosa. Numa noite fria, Lola observou o vulto imóvel na escada, encoberto pela neblina. Decidida, ela abriu sua janela:

— Está tão gelado aí fora. Venha beber uma taça de vinho comigo.

Quando José se deu conta, estava na sala de Lola. O vinho era delicioso. E a companhia, perfeita. Fascinado, José não desgrudava os olhos da mulher sentada à sua frente. O som das batidas na porta interrompeu a conversa entre os dois.

— José, saia já daí!

Era Catarina. Finalmente sua esposa havia se encontrado. Enquanto ele acabara de se perder. 

 
 
(*) IMAGEM: NICOLAS JOLLY
 
Enviado por Dolce Vita em 16/05/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários