DOLCE VITA
Capa Meu Diário Textos Áudios Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Áudios
A SEGUNDA HISTÓRIA DE ALICE
Data: 20/08/2020
Créditos:
A SEGUNDA HISTÓRIA DE ALICE

AUTORA E VOZ: DOLCE VITA
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
A SEGUNDA HISTÓRIA DE ALICE
 




Em mais uma noite de inverno Alice escreveria seu segundo conto. Apesar de não saber aonde a história a levaria, algo a guiava enquanto as palavras surgiam nas folhas de papel. Naquela noite, Alice se deu conta de que escrever era um mistério. Ela oscilava entre sentir-se preenchida e em seguida, vazia outra vez. Exatamente como amar Antonio: de um extremo ao outro.

O protagonista da segunda história de Alice não tinha um nome. Escolhera a letra N para se referir ao personagem que viajou o mundo e teve quase todas as mulheres que desejou. Apenas uma delas resistiu. Durante anos, N e a tal mulher tiveram longas conversas, mas sempre à distância. Paciente, ele esperou que a mulher cedesse. E quanto mais ela o recusava, maior era o desejo de N. Então, numa noite de setembro, ela decidiu encontrá-lo.

Na mesa reservada do restaurante, ele a observou. A mulher parecia ainda mais bonita, como se o tempo não tivesse passado para ela. Sentados frente a frente, N ergueu um brinde ao reencontro. No instante em que as taças se tocaram, ela disse:

— Eu nunca serei sua.

Os olhos de N ainda brilhavam ao ouvir as palavras da mulher.


 
NOTA DA AUTORA:

ESTE CONTO FAZ PARTE DE UMA SÉRIE QUE COMEÇA COM O EPISÓDIO "A CASA DOS SUSSURROS". PARA MELHOR COMPREENSÃO DO ENREDO, LEIA A SEQUÊNCIA DOS CONTOS.



 
(*) IMAGEM: INGRID BERGMAN E HUMPHREY BOGART

"CASABLANCA"

DIREÇÃO: MICHAEL CURTIZ 


http://www.dolcevita.prosaeverso.net

 
Enviado por Dolce Vita em 20/08/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários