DOLCE VITA
Capa Meu Diário Textos Áudios Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Áudios
A CASA DO TEMPO
Data: 13/10/2020
Créditos:
A CASA DO TEMPO

AUTORA E VOZ: DOLCE VITA
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

A CASA DO TEMPO
 

Naquela noite, Alice caminhava na rua deserta sem se importar com a chuva. Uma força comandava seus passos em direção a um sobrado amarelo. No instante em que empurrou a pesada porta de madeira entalhada, ela ouviu a voz de Antonio:

— É impossivel voltar no tempo.


Não havia ninguém além dela por ali. Ao entrar na sala iluminada por um lustre de cristal, Alice deparou-se com a enorme ampulheta, num canto. Na parte superior do objeto de vidro, a areia cintilava. Os minúsculos grãos escorriam lentamente e ao passarem para a outra parte, perdiam o brilho. Enquanto observava o movimento contínuo da areia, Alice sentiu um profundo cansaço: sua vida era um emaranhado de coisas estranhas.

E então a voz de Antonio soou com uma clareza quase irritante:

— Nossa história brilhava muito mais do que essa areia. Eu disse que te amava e as luzes se apagaram: você fugiu. Agora é tarde.

Como uma criança mimada, Alice tapou os ouvidos, antes de gritar:

— Não! Eu não quero ouvir!

A voz de Antonio retrucou:

— Não adianta, Alice. Estou aqui, dentro de você.

Ao acordar angustiada no meio da noite, ela teve medo de enlouquecer. Era impossível seguir em uma história que perdeu o brilho e o fôlego. Alice aprendera isso ao escrever. O amor por Antonio teria de ser deixado para trás, como uma página virada. Restaria ainda o tempo do vazio. 

Alice pegou o bloco de notas na mesa de cabeceira. E inspirada pelo sonho que tivera, escreveu o início de seu primeiro romance intitulado "A Casa do Tempo". O livro levaria um ano para ser escrito. Por ironia do destino, no dia em que colocou o ponto final na trama, ela conheceu seu futuro marido. O nome dele? Quem lesse o segundo romance de Alice, descobriria muito mais do que isto. 



 
NOTA DA AUTORA:
 
ESTE CONTO ENCERRA A SÉRIE QUE COMEÇOU COM O EPISÓDIO "A CASA DOS SUSSURROS". PARA MELHOR COMPREENSÃO DO ENREDO, LEIA A SEQUÊNCIA DOS CONTOS.


 
(*) IMAGEM: JEANNE MOREAU

"ASCENSOR PARA O CADAFALSO"

DIREÇÃO LOUIS MALLE
 
 
 
Enviado por Dolce Vita em 13/10/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários