DOLCE VITA
Capa Meu Diário Textos Áudios Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
UM ESTRANHO NO ESPELHO






 
 
O pesadelo se repete. Acordo no meio da noite com os gritos.  A culpa é toda do meu irmão. Gostaria que ele fosse normal, e parasse de ver coisas que não existem. No mês passado, enquanto fazia a barba, ele apareceu com aquela conversa sem pé nem cabeça.  Teodoro jura que enxerga outra imagem quando eu estou diante do espelho. Ele diz ver o homem que eu poderia ter sido, e não fui. E não para por aí. Essa tal imagem sai do espelho para visitá-lo a qualquer hora do dia. E ainda conversam como dois amigos de infância. Sinto tanta raiva de tamanha loucura que até perdi a vontade de olhar pra cara dele. Mas é recíproco. Hoje meu irmão prefere a companhia desse outro eu.
 






(*) ESTE CONTO É RESULTADO DE UM EXERCÍCIO PROPOSTO EM OFICINA LITERÁRIA


 
 
 
 
(*) IMAGEM: Google
 
http://www.dolcevita.prosaeverso.net
 
 
Dolce Vita
Enviado por Dolce Vita em 03/12/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Áudios Relacionados:
Comentários